Consignação de bebidas: dicas e funcionamento

Ad Blocker Detectado

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Presente na cultura brasileira há várias décadas, a consignação de bebidas parece ter retomado boa parte de sua popularidade nos últimos anos. A possibilidade de oferecer as bebidas como um serviço, para além da perspectiva de um produto simples, aliada à facilidade de planejamento com uma margem de cálculo de consumo mais flexível, faz com que a retomada desta modalidade ganhe tanta força.

Se você ainda não conhece a consignação de bebidas, o conceito é bastante simples de ser entendido: em vez de comprar uma certa quantidade de bebidas que pretende consumir em um evento, o cliente pode solicitar uma quantidade que sabe ser maior do que o consumo da ocasião, pagando posteriormente apenas pelo que for consumido e devolvendo o excedente.

Muitos fornecedores oferecem, ainda, a possibilidade de agregar serviços, como o fornecimento de refrigeradores e, até mesmo, gestão das bebidas para que estejam sempre na temperatura correta durante o evento. No fim das contas, a consignação resulta em mais segurança e conforto para o cliente, e a possibilidade de um relacionamento mais rico para o fornecedor.

Saiba mais sobre como funciona a consignação de bebidas, suas vantagens e pontos que merecem atenção na hora de consignar um lote:

Como funciona a consignação de bebidas?

A consignação nada mais é do que o fornecimento de uma certa quantidade de bebidas com possibilidade de retornar os excedentes assim que o evento encerrar. Normalmente, calcula-se as bebidas fornecidas com base no tipo de evento, perfil dos convidados, duração, estação do ano e uma série de outros fatores. Com um consumo provável estabelecido, o fornecedor adiciona uma margem extra de bebidas.

Dessa maneira, é possível garantir que não faltará bebida em nenhum momento, ao mesmo tempo em que o cliente tem o benefício de não precisar pagar a mais por essa margem. Isso porque, ao final do evento, apenas aquilo que tiver sido consumido será pago. A bebida que sobrou é devolvida ao fornecedor.

Quais as vantagens da consignação de bebidas?

Como já mencionado, a consignação de bebidas gera benefícios em todas as pontas: por um lado, garante que o evento não fique sem bebidas. Por outro, livra o cliente de precisar pagar por grandes quantidades de bebida que provavelmente nem consumirá, apenas como uma garantia de que não acabe no fim da noite.

Além disso, a consignação facilita bastante o planejamento: com o contrato estabelecido, não é necessário fazer cálculos preciso sobre o consumo provável durante o evento: pode-se “chutar alto” para garantir que tudo corra como o esperado.

Quais são as bebidas mais populares na modalidade?

Praticamente qualquer bebida pode ser consignada, podendo ser calculada em garrafas, litros, caixas ou embalagens. Por um lado, a consignação de bebidas geladas como cerveja e chope é muito popular, pois são aquelas que exigem mais planejamento. Mas o serviço realmente faz diferença nos destilados mais caros, como o uísque, ou nas bebidas mais valiosas, como espumantes.

Isso porque, por apresentarem valor mais elevado, um erro de cálculo pode fazer bastante diferença no orçamento do evento. Com a consignação, no entanto, o cliente tem apenas a responsabilidade de arcar com o consumo, sem dores de cabeça em relação a quantidades.

Cuidados na hora de assinar o contrato

Embora a consignação de bebidas seja uma grande aliada no planejamento de um evento, é importante dar atenção a alguns pontos na hora de contratar o fornecer. Em primeiro lugar, é claro, você deve sempre exigir a realização de um contrato que especifique todos os pontos da transação.

Em alguns locais, é cobrada uma taxa de devolução, que consiste em um percentual do valor das bebidas que foram enviadas, mas não consumidas. Em alguns casos, essa taxa encarece o serviço, especialmente se a consignadora insistir em enviar muito excedente.

Além disso, existem consignadoras que consideram consumidas as bebidas que foram geladas ou retiradas da caixa, por exemplo. Este também é um fator que merece atenção no contrato, especialmente se você não for responsável pelo controle da geladeira.

Outros fatores como a existência de um consumo mínimo, ou a possibilidade de solicitar mais bebidas durante o evento também pode ser discutidos com a consignadora, para garantir que você tenha o serviço que espera, e que a qualidade de seu evento não seja prejudicada.

Leave a Reply