Cervejas sem álcool: conheça a produção e as suas vantagens

Ad Blocker Detectado

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Cerveja sem álcool. Só de ouvir essas palavras, já viramos a cara em desaprovação, mas existem alguns momentos e algumas pessoas que não conseguem escapar dessa bebida infame.

Seja por estar doente, tomando antibiótico, ou ser o motorista da rodada, vez ou outra nos encontramos em uma situação em que todos estão com uma gelada na mão, mas nós não podemos beber. O que fazer nessa situação? Será melhor optar por uma água ou um refrigerante, ou será que as cervejas sem álcool são o suficiente para dar aquela enganada no paladar?

Por parecer uma ideia meio esquisita, nunca damos uma atenção às cervejas sem álcool e preferimos evitá-las. Por isso, não costumamos saber muito sobre elas. Então, se você precisa de uma ajuda para resolver todas as suas dúvidas, nós estamos aqui para ajudar você.

Entendendo o básico: o processo de produção

É comum que muitas pessoas critiquem a cerveja sem álcool dizendo que ela não é, de fato, uma  cerveja, e se trata apenas de um suco com cevada.

Mesmo com toda crítica que a cerveja sem álcool recebe, dizer que ela não é uma cerveja é uma grande mentira, pois ela passa pelo mesmo processo de fabricação que qualquer outra cerveja alcoólica no mercado. No seu processo, porém, existe uma diferença mínima: a adição do álcool.

Essa diferença de processo geralmente ocorre na etapa da fermentação. O truque que os cervejeiros costumam utilizar para obter uma cerveja com teor alcoólico menor é realizar o processo de fermentação em uma temperatura reduzida em relação ao normal, e interromper esse processo apenas alguns momentos após iniciá-lo.

Essa técnica garante que a cerveja passe pelo mínimo necessário de carbonatação e ainda obtenha uma quantidade não significativa de álcool no produto final, o que faz com que a bebida saia com um gosto maior cereais do que o normal.

Ela não tem nada de álcool?

Apesar de ser chamada de “cerveja sem álcool”, é normal que a bebida acabe com uma porcentagem mínima de álcool na sua composição, devido ao breve período de fermentação na sua produção.

O que acontece é que a cerveja sem álcool tem um teor alcoólico de até 0,5% de álcool, que é uma quantidade tão insignificante que não é necessário ser avisado no rótulo da bebida, nem sequer oferece algum efeito para quem a consome em quantidades moderadas.

Pode ser consumida por menores de 18 anos?

Curiosamente, a cerveja sem álcool não pode ser consumida por crianças e adolescentes. Como assim? Pois bem.

Como não existiam leis que dissessem respeito às versões não alcoólicas de bebidas alcoólicas, simplesmente as enquadraram nas mesmas leis que suas bebidas originais. Por isso, mesmo que não contenham álcool, essas cervejas não podem ser consumidas por menores de 18 anos.

E quem foi que pensou fazer uma cerveja sem álcool?

A cerveja sem álcool foi criada simplesmente por necessidade. Durante a Lei Seca, nos Estados Unidos, a população era proibida de consumir bebidas alcoólicas.

Portanto, fora aprovada uma versão da cerveja com apenas 0,5% de álcool para consumo. A ideia acabou não dando muito certo, pois várias pessoas compravam a bebida legalizada e adicionavam o álcool depois.

Leave a Reply